Sanches x Juvenal

Durante reunião entre os quatro presidentes dos grandes clubes de São Paulo, nesta sexta-feira, na Vila Belmiro, o corintiano Andrés Sanches e o são-paulino Juvenal Juvêncio trocaram algumas provocações. Ainda que de forma bem humorada, ambos não deixaram de alfinetar um ao outro.

Durante a entrevista coletiva que os presidentes concederam, Juvenal lembrou que Sanches, apesar de dizer que o Timão não mandará mais jogos no Morumbi, costuma lhe telefonar para pedir ingressos de shows que acontecem no estádio são-paulino.

– Vamos continuar brigando. Ele (Sanches) me ligando, eu não atendendo. Vejam só: ele me pediu e eu dei ingressos para o show da Madonna. E ele foi bem recebido, aproveitou o show. Mas foi ingresso só para ele e não para o Tardelli – comentou o dirigente tricolor, lembrando do episódio polêmico que aconteceu na reta final do Brasileirão de 2008, quando o árbitro Wagner Tardelli foi vetado pela CBF e não apitou o último jogo do Tricolor no nacional, contra o Goiás, por, supostamente, ter recebido, da diretoria são-paulina, ingressos para o show da cantora americana.

Os dois não se entendem desde o início do ano. Durante o clássico entre as duas equipes pelo Paulistão, em fevereiro, no Morumbi, houve muita discussão sobre carga de ingressos. O Tricolor, mandante, reservou apenas 5% da carga total a corintianos, que ficaram confinados no estádio e acabaram entrando em confronto com a Polícia Militar. Por isso, Sanchez afirmou e segue reiterando, que o Timão não mandará mais jogos no Morumbi.

Andrés confirmou que viu o show de Madonna, e que seus filhos estiveram no estádio no último fim de semana, para assistir ao trio Jonas Brothers.

– Pedi ingressos e fui muito bem atendido. Meu filhos assistiram aos shows mesmo e gostaram.

Sanches x Juvenal

Sanches x Juvenal

Anúncios

Corinthians reserva contra Peixe

Preocupado com o desgaste dos seus jogadores, que estão disputando simultaneamente a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro , o técnico do Corinthians , Mano Menezes, resolveu radicalizar. Priorizando a partida da próxima quarta-feira, contra o Vasco, no Pacaembu, o treinador não relacionou nenhum titular para o clássico deste domingo, contra o Santos , que acontecerá na Vila Belmiro.

Eles ficarão treinando fisicamente em separado neste sábado e ganharão folga no domingo. O lateral-esquerdo André Santos, que a partir da próxima segunda-feira estará servindo a seleção brasileira, foi poupado do duelo por ainda sentir dores na coxa direita. Quem também não poderá jogar é o zagueiro Diego, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

O técnico Mano Menezes concederá entrevista coletiva após o treino que está acontecendo nesse exato momento no CT do Parque Ecológico. Mas a tendência é que o time enfrente o Santos com: Júlio César; Diogo, Jean, Renato e Wellington Saci; Moradei, Jucilei, Boquita e Morais; Lulinha e Souza. O banco de reservas deverá ser formado: Rafael Santos (goleiro), Bruno Bertucci (lateral-esquerdo), Marcelo Oliveira (volante), Marcinho e Jadson (meias) e Marcelinho e Otacílio Neto (atacantes).

Robinho no Santos?

Uma reunião de aproximadamente uma hora e meia, na última quinta-feira, no CT Rei Pelé, começou a discutir o retorno do atacante Robinho para a Vila Belmiro. Insatisfeito no Manchester City-ING, o jogador disse ao presidente do Santos, Marcelo Teixeira, que gostaria de voltar ao clube que o revelou.

Teixeira confirmou o encontro com o jogador e o teor da conversa. O mandatário abre um largo sorriso ao falar da volta do craque, mas admite que trata-se de algo, por enquanto, muito remoto.

– O Robinho pediu algumas sugestões. Está insatisfeito no clube inglês. Opinamos sobre outros caminhos que sua carreira pode tomar. Ele manifestou interesse em voltar, mas sabemos que isso é difícil por causa do aspecto financeiro – afirmou Teixeira, durante reunião com os presidentes de São Paulo, Corinthians e Palmeiras, na Vila Belmiro.

Em setembro de 2008, o jogador assinou contrato de quatro anos com o City. O clube de Manchester pagou 40 milhões de euros para tirar o craque do Real Madrid.

O sucesso de Ronaldo no Corinthians inspira Robinho a voltar ao Brasil. A amigos, ele tem dito que planeja voltar em 2010, mas que se o Peixe tivesse um projeto e, principalmente, dinheiro para repatriá-lo, ele voltaria imediatamente.

Nesta segunda, ele se apresenta à seleção brasileira para disputar dois jogos pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2010, contra Uruguai e Paraguai, e depois viaja para a África do Sul, onde disputa a Copa das Confederações.robinho

  • Agenda

    • setembro 2017
      S T Q Q S S D
      « jun    
       123
      45678910
      11121314151617
      18192021222324
      252627282930  
  • Pesquisar